NOSSA CIDADE / História
 
 
MUNICÍPIO DE BRASILÂNDIA DO SUL
   
A fundação de cidades no noroeste do Estado, na região de Umuarama,  particularmente, na década de 1950, foi decorrente do ciclo do café e extração da madeira.
 A criação de Brasilândia foi uma iniciativa da família Dal Bem, que veio de Santa Maria, Rio Grande do Sul, com o objetivo de plantar café. No mesmo ano foram adquiridas terras na gleba 14 dos posseiros Pedro Marcondes, Geraldo Simplício e Clauvino.
 Em 1955 Antonio Dal Bem e Vitélio Dal Bem, iniciaram a derrubada da mata ao Sr. Antonio Dal Bem montou a primeira serraria.
 O primeiro nome desta localidade foi gleba 14, por estar situada nesta mesma gleba. A partir de 1960, recebeu o nome de Caçula e finalmente aparece o nome de Brasilândia cujo nome foi dado em comemoração à Brasília que, naquela época estava em inauguração.
 Os seus principais fundadores foram Vitélio Dal Bem, Antonio Dal Bem e outros.
 Brasilândia teve seu crescimento rápido e ali se instalaram o Sr. José Pereira de Carvalho com a primeira casa de comércio, logo em seguida o Sr. Lauro Mendoça, em 1961, o Sr. Atílio Esteves Lorenzetti montou a primeira alfaiataria e barbearia.
 A base econômica inicial dividia-se entre extrativismo de madeiras, contando com serrarias e a cultura do café que caracterizavam um período de abundância e riqueza, com o declínio destas atividades desenvolveu-se a pecuária bovina.
 Em 1965, Brasilândia tornou-se Distrito de Alto Piquiri e pela Lei Estadual Nº 9351/90 de 23 de agosto de 1990, fica criado o município de Brasilândia do Sul, alterado, pela lei Nº 9624 de 17 de junho de 1991, per tecendo a comarca de Alto Piquiri.
 Aos nascidos no município dá-se o nome de Brasilândiense-do-Sul ou Brasilândiense. O município possui uma área equivalente à 315 km (14000 alqueires) e tem a forma de um quadrilátero e uma população de 3321 habitantes, de acordo com o censo 2008.
 Brasilândia do Sul está localizado na região Noroeste do Estado e no Sul do Brasil, faz parte da Micro-Região Norte Novíssimo e seu clima é considerado quente durante o ano.
 Limita-se ao norte com Alto Piquiri, ao sul com Assis Chateaubriand, ao leste com Alto Piquiri e ao oeste com Iporã.
 Os seus principais rios são: Rio Piquiri, Jacaré, Taquara e Areia.
Seu solo é formado de arenito caiuá, é considerado um dos mais férteis do Estado, possui uma paisagem bela e maravilhosa, e seus rios favorece a pesca.
 A atividade econômica do município predomina a agricultura e a pecuária. Na agricultura, as culturas existentes são soja, milho, trigo, feijão. Na pecuária predomina-se o rebanho bovino.
 O Padroeiro do Município de Brasilândia do Sul é o Sagrado Coração de Jesus, coroado no oitavo dia após Corpus Christi.
 O município possui em sua sede os seguintes estabelecimentos de ensino: Colégio Estadual Rui Barbosa, Escola Municipal Alice Zanella de Souza, Pré-Escola Municipal Pequeno Príncipe e no Distrito de Ercilândia a Escola Municipal de Ercilândia.
 Os símbolos municipais são: a Bandeira, o Brasão e o Hino Municipal.
 A bandeira municipal é composta de 4 cores: azul, branco, verde e laranja.
Ela compõe-se de um quadrilátero azul atravessado por uma faixa branca e no centro dessa faixa há um escudo, circundando o escudo, há um pé de milho e a esquerda um galho de algodão, simbolizando os principais produtos agrícolas de Brasilândia do Sul.
 
 Outros Artigos
» BANDEIRA MUNICIPAL
» HINO DE BRASILÂNDIA DO SUL
» ASPECTOS ECONÔMICOS

Av. Doutor João Pessoa, nº 1.300 - Centro

Cep: 87595-000 - Brasilândia do Sul - Paraná

  (44) 3654-1235       prefeitura@brasilandiadosul.pr.gov.br